Onda


Homem livre, o oceano é um espelho fulgente
Que tu sempre hás-de amar. No seu dorso agitado,
Como em puro cristal, contemplas, retratado,
Teu íntimo sentir, teu coração ardente.
[...]

Charles Baudelaire, in "As Flores do Mal"

2 comentários:

DCosta disse...

Muitos Parabens, Fico contente por existir gente com tao bom gosto em proença. Tomei a liberdade de adicionar o teu blog no meu.
Continua

A.S. disse...

O teu olhar... fascinado pelo azul imenso e profundo do mar e pela fantasia das palavras de Charles Baudelaire...

Beijos
AL